Warning: Table './uzina_tertarugas/watchdog' is marked as crashed and should be repaired query: INSERT INTO watchdog (uid, type, message, variables, severity, link, location, referer, hostname, timestamp) VALUES (0, 'php', '%message in %file on line %line.', 'a:4:{s:6:\"%error\";s:12:\"user warning\";s:8:\"%message\";s:126:\"Table './uzina_tertarugas/visitors' is marked as crashed and should be repaired\nquery: SELECT COUNT(*) FROM visitors\";s:5:\"%file\";s:89:\"/home/uzina/public_html/sites/tartarugasmarinhas.pt/modules/visitors 2/visitors.block.inc\";s:5:\"%line\";i:52;}', 3, '', 'http://tartarugasmarinhas.pt/blog?page=6', '', '89.26.243.16', 1493598123) in /home/uzina/public_html/includes/database.mysqli.inc on line 134
Blog ATM | Tartarugas Marinhas

blog do programa tartarugas marinhas em são tomé e príncipe

Na passada terça-feira chegámos à Escola Básica de Porto Alegre no período da tarde, para partilhar a ideia com os professores sobre a realização de uma exposição com os desenhos que tinham sido elaborados para o concurso de “O que farias para salvar as tartarugas marinhas?”. A ideia foi super bem recebida, e entusiasmou de imediato todos os professores.

Começámos bem cedo, como é habitual, numa manhã soalheira de sábado. Uma manhã em que rumámos a outra comunidade com o propósito de deixar a marca “tartaruga”, outra comunidade repleta de crianças com vontade de sujar as mãos e em que nos aguardava mais uma vez um muro por pintar.

A partir do momento em que pisámos solo santomense e desde a primeira Rosema saboreada (cerveza nacional), reparámos que as caricas não deixam de seguir o mesmo padrão que tantos outros detritos inorgânicos por aqui. Vão-se acumulando desastrosamente sem fim aparente. Mais tarde ficámos a saber que nesta pequena ilha não existem programas ou infra-estruturas dedicadas à reciclagem de detritos inorgânicos.

No passado dia 25 de Fevereiro a coordenadora da ATM foi convidada a dar uma pequena formação sobre os príncipios do eco-turismo e sobre a observação de tartarugas marinhas como um produto de eco-turismo com elevado potencial para o desenvolvimento sustentável das comunidades piscatórias da ilha de São Tomé.

Nas últimas semanas temos assistido a uma notária diminuição de afluência de fêmeas reprodutoras às praias de desova, o que nos indica que o final da temporada de desova está iminente. No entanto, ao sabermos que poderemos ter algumas surpresas pelo caminho, as patrulhas nocturnas continuam a ser realizadas com a mesma assiduidade.

Foi a Escola Primária de Micoló que desta vez nos acolheu para conhecer e participar no concurso de desenhos “O que farias para salvar as tartarugas marinhas?”. A pequena apresentação que damos em cada escola sobre a importância das funções que estes animais desempenham nos ecossistemas marinhos e os perigos que ameaçam a sua preservação, foi igualmente bem recebida na Escola Primária de Micoló.

Embora continuemos em campanha de sensibilização por toda a ilha de São Tomé, através da afixação de cartazes sobre a importância da preservação das tartarugas marinhas e sobre a entrada em vigor da recente Lei de Protecção, a nossa equipa é muito pequenina para fazer chegar a mensagem a todo o povo santomense.

A ideia de fazer chegar mais uma mensagem da importância da protecção e conservação das tartarugas marinhas de São Tomé surgiu durante mais uma patrulha nocturna nas praias da comunidade de Micoló. Esta comunidade é infelizmente conhecida pelo grande número de capturas, assim como, pelas suas praias repletas de lixo.

Confiança no nosso trabalho, alegria e ambiente de pacificação, fazem parte do ar que se respira nas comunidades, quando juntamente com as crianças invadimos o espaço com o nosso arsenal de cores. Este cenário não foi de todo diferente no passado fim-de-semana na comunidade de Micoló.

Foi por volta das 6h30 da manhã do passado dia 14 de Fevereiro que chegou o reforço da equipa de terreno. Ana Besugo, bióloga marinha, já conta com experiência em tartarugas marinhas em vários trabalhos de protecção e conservação destes animais, não só em áreas onde estas desovam (Cabo Verde e ilha do Príncipe), mas também em áreas de alimentação e repouso (arquipélago dos Açores).


Warning: Table './uzina_tertarugas/watchdog' is marked as crashed and should be repaired query: INSERT INTO watchdog (uid, type, message, variables, severity, link, location, referer, hostname, timestamp) VALUES (0, 'php', '%message in %file on line %line.', 'a:4:{s:6:\"%error\";s:12:\"user warning\";s:8:\"%message\";s:588:\"Table './uzina_tertarugas/visitors' is marked as crashed and should be repaired\nquery: INSERT INTO visitors\n (\n visitors_uid,\n visitors_ip,\n visitors_date_time,\n visitors_url,\n visitors_referer,\n visitors_path,\n visitors_title,\n visitors_user_agent\n )\n VALUES\n (\n '0',\n '915498467',\n 1493598123,\n 'http://tartarugasmarinhas.pt/blog?page=6',\n '',\n 'blog',\n 'Blog ATM',\n 'CCBot/ in /home/uzina/public_html/includes/database.mysqli.inc on line 134