Historicamente em Cabo Verde existem registos da ocorrência de cinco das sete espécies de tartarugas marinhas existentes no Mundo.

Actualmente apenas a tartaruga comum (ou cabeçuda), nidifica nas praias de algumas ilhas do arquipélago. As ilhas de Cabo Verde são um dos mais importantes locais de desova no mundo para esta espécie, no entanto, e apesar dos esforços existentes de ONGs que desenvolvem suas ações em algumas das ilhas, estes animais continuam sobre uma enorme ameaça e poderão se extinguir em 8 a 10 anos se nada for feito para reverter esta situação.

Foi criada recentemente uma rede nacional de instituições, que uniram esforços e têm se dedicado à preservação das tartarugas marinhas em Cabo Verde, e que engloba o Governo, centros de investigação, ONG’s locais e internacionais, Forças Armadas, polícia e universidades, Capeverdian Sea Turtle Network (CVSTN).