As tartarugas marinhas existem à mais de 150 milhões de anos, desde a época dos dinossauros.

 

Contudo as acções e as actividades do Homem estão a causar a diminuição de todas as espécies de tartarugas colocando-as em risco de extinção. 

 

Calcula-se que apenas uma em cada mil tartarugas nascidas atinja a idade adulta. 

 
 
 
Com a caça, a sobre-pesca, a destruição dos habitats e a poluição, a probabilidade de sobrevivência é ainda menor.
 
Sem a nossa ajuda e sem modificarmos as nossas acções perante a natureza e a biodiversidade, dificilmente as populações de tartarugas marinhas irão recuperar. 
 
É preciso proteger as áreas de nidificação!
 
É preciso sensibilizar o Homem, alertando para o risco de extinção e para a importância da preservação das Tartarugas Marinhas!
 
As tartarugas marinhas são um importante componente da biodiversidade marinha, pois ajudam a manter o equilíbrio dos ecossistemas e são indicadoras de um ambiente saudável.
 
Por serem animais migratórios, viajantes dos mares, as tartarugas marinhas passam diferentes fases da sua vida em mais de um país e até mesmo continente, podem viajar milhares de quilómetros entre áreas de alimentação e de reprodução. 
 
A proteção deste património depende assim de todos nós, em conjunto e individualmente.
 
É essencial perpetuar as espécies para as gerações futuras!