Projectos ATM

1. Protecção na Praia – protecção de adultos e ovos nas praias de nidificação de tartarugas marinhas

A caça de que as tartarugas marinhas são alvo quando sobem à praia para desovar, bem como a colecta de ovos durante as temporadas de nidificação são duas das importantes ameaças que estes animais enfrentam actualmente, e que estão a contribuir para a extinção de algumas populações.

A criação e apoio de campanhas de protecção nas praias de nidificação é uma das prioridades da ATM. Estes projectos envolvem essencialmente a patrulha de praias durante os meses de desova, mas implicam também um importante trabalho de sensibilização com a comunidade local, podendo ainda contribuir para o aprofundamento do conhecimento científico, através da recolha de dados biométricos e biológicos.

A implementação de projectos destes é  uma importante forma de reduzir a elevada mortalidade causada pela caça ilegal, havendo casos em que taxas de mortalidade superiores a 50% baixaram para menos de 5%.

Para acompanhar os projectos da ATM em curso visite o nosso blog:

http://www.tartarugasmarinhas.com/blog

2. Protecção no Mar – minimização da pesca acidental de tartarugas marinhas

A pesca acidental (bycatch) é considerada uma das principais causas de mortalidade de tartarugas marinhas e, com o aumento das frotas pesqueiras em todo o mundo, contam-se anualmente dezenas de milhares de tartarugas apanhadas por redes destinadas a outras espécies.

Actuar de forma a minimizar este impacto é um dos objectivos da ATM, que pretende apoiar a formação e sensibilização das comunidades piscatórias dos países lusófonos, bem como desenvolver e implementar prácticas de pesca mais sustentável.

3. Protecção Legal – regularização e uniformização da protecção legal de tartarugas marinhas nos países lusófonos

Apesar da preocupação global para a conservação das tartarugas marinhas, a sua protecção legal não é ainda consistente internacionalmente. Conseguir regularizar esta situação, assim como uniformizar a legislação entre os países da comunidade lusófona é uma meta da ATM.

Este objectivo não se resume apenas a tornar ilegal a caça e o consumo directo de tartarugas marinhas. Com efeito a ATM pretende também criar um programa de legislação dedicado ao desenvolvimento costeiro, nomeadamente no que toca à construção e iluminação em zonas de nidificação de tartarugas, e de regulamentação da utilização de veículos nas praias, o que contribuirá também para a conservação de outras espécies.

4. Projecto Diáspora – rede de informação e de contacto directo entre as diásporas dos países lusófonos com vista ao apoio à conservação de tartarugas marinhas

A ATM pretende criar uma rede de partilha de informação entre as diásporas dos países lusófonos, de forma a que activamente, estas possam acompanhar a implementação de medidas de conservação de tartarugas marinhas nos países da comunidade lusófona. A ATM pretende alertar e sensibilizar as diásporas para as principais ameaças a que as tartarugas marinhas estão expostas nos seus países de origem, de modo a que as diásporas dos vários países lusófonos possam evidenciar a sua preocupação pela preservação deste tesouro nacional, junto das administrações nacionais e locais.

5. Desenvolvimento Costeiro Sustentável – protecção das zonas de nidificação de tartarugas marinhas

O desenvolvimento costeiro – como resultado tanto da expansão turística como do crescimento de zonas urbanas – tem, em muitos casos, levado à alteração e destruição de zonas de nidificação de tartarugas marinhas nos países lusófonos.

Além da criação do programa de legislação dedicado a controlar o desenvolvimento costeiro mencionado anteriormente, a ATM pretende criar e apoiar projectos que contrariem a ocupação desordenada e desregulada junto de praias de nidificação de tartarugas marinhas. Para tal, pretende-se apoiar um programa de desenvolvimento costeiro sustentável que possa ser facilmente adoptado pelos vários países lusófonos, e que fornecerá diretrizes para uma adequada construção e iluminação em zonas importantes para tartarugas.

6. Plataforma Lusófona – plataforma de cooperação lusófona de protecção e conservação de tartarugas marinhas

A ATM pretende fomentar a cooperação entre projectos de conservação e pesquisa de tartarugas marinhas dos países lusófonos, através da criação uma plataforma comum de articulação e de intercâmbio de informação entre as diversas organizações no terreno.

Além de identificar as entidades implicadas na conservação de tartarugas marinhas, esta plataforma disponibilizará informação sobre as mesmas, bem como dados relevantes relativos às temporadas de desova das diferentes zonas (estimativas anuais do número de fêmeas a desovar, ninhos feitos, ovos postos, taxas de emergência de crias, entre outros). Com isto pretende-se contribuir para o levantamento e mapeamento das ocorrências das espécies de tartarugas nidificantes ao longo das costas dos países lusófonos, procurando garantir um conhecimento mais rigoroso das populações existentes em cada país.

A ATM acredita que este projecto facilitará ainda a troca de informação, apoio técnico-científico, articulação de contactos, angariação de apoios, etc. entre as várias organizações.

7. Espaço Educar – educação ambiental para a conservação dos ecossistemas marinho e costeiro, e da sua biodiversidade, com destaque para as tartarugas marinhas

Acreditando que a educação ambiental é uma importante ferramenta em programas de conservação de tartarugas marinhas, e que o envolvimento comunitário a diferentes níveis económicos, sociais e etários é fundamental para a sustentabilidade de planos de conservação de espécies ameaçadas, a ATM pretende desenvolver um conjunto de instrumentos pedagógicos sobre a importância dos ambientes marinho e costeiro, com especial foco na protecção das tartarugas marinhas.

Os conteúdos materiais do Espaço Educar, dedicado a apoiar a educação ambiental em escolas de Portugal e dos restantes países lusófonos, estarão disponíveis online. Serão criados manuais teóricos e de atividades prácticas, bem como materiais pedagógicos auxiliares em formato audiovisual.

Ainda que especialmente dedicado a um público infanto-juvenil, este projecto pretende ao mesmo tempo envolver e sensibilizar pais, educadores, professores e oficiais de estruturas não formais (ONG’s, associações, etc.), contribuindo para a aquisição de conhecimentos sobre as tartarugas marinhas e respectivo ecossistema. Por outro lado pretende-se também sensibilizar as autoridades, entidades governamentais e cidadãos comuns, considerando o seu conteúdo e rigor científico.

8. Espaço Tartarugueiro – material práctico e científico de apoio à protecção de tartarugas marinhas

A falta de acesso a informação e materiais prácticos pode comprometer, por vezes, o sucesso de programas de conservação de tartarugas marinhas no terreno.

Através da compilação, desenvolvimento e disponibilização online de informação sobre metodologias e procedimentos prácticos de campo, a ATM pretende dar apoio a projectos de conservação de tartarugas já existentes, bem como ajudar na criação de novos programas. Este objectivo foca-se essencialmente em promover o enriquecimento das equipas no terreno (por vezes autodidatas) de bases técnicas e científicas que auxiliem o desenvolvimento do seu trabalho.

9. Intercâmbio de Investigadores e Voluntários – apoio ao intercâmbio entre pessoal ligado ao trabalho com tartarugas marinhas

A ATM pretende utilizar a plataforma lusófona como apoio para a implementação deste projecto. Assim, além de disponibilizar informação relativa a cada organização no terreno, este projecto está vocacionado para promover e facilitar o intercâmbio de estudantes e investigadores, uma vez que permitirá a publicação de bolsas de investigação e oportunidades de voluntariado por parte das várias entidades.

10. Wiki ATM – base online de informação sobre tartarugas marinhas

Com a disponibilização de informação no website relativa à biologia, ecologia e conservação das tartarugas marinhas, a ATM pretende criar uma mini enciclopédia sobre estes animais. A inclusão de um espaço que será periodicamente actualizado com publicações relevantes sobre o tema é outro objectivo da ATM.

11. Publicações ATM – apoio e colaboração em publicações sobre ou relacionadas com tartarugas marinhas

A ATM pretende apoiar publicações técnicas, científicas e/ou didácticas referentes a tartarugas marinhas nos países da comunidade lusófona, predispondo-se ainda a colaborar na elaboração de capítulos de livros, manuais didácticos, etc. A diversidade de formações dos colaboradores da ATM permite a participação em várias áreas, tais como: biologia, arquictetura sustentável, consultoria ambiental, entre outras.

A publicação de manuais teóricos e prácticos associados ao projecto de educação ambiental (Espaço Educar) está prevista, e estará incluída neste objectivo da ATM.