Os principais grupos de intervenientes na captura e comercialização de tartarugas marinhas, têm vindo a ser enquadrados de forma a serem identificadas atividades económicas alternativas à captura e comercialização destas espécies. Pretende-se acompanhar estes grupos de forma a que a médio-longo prazo possam ter os seus próprios negócios rentáveis e sustentáveis, promovendo a igualdade entre géneros, o acesso à formação profissional e a sua integração social.