Nascimento

GreenTurtleHatchlings_CCC-SebastianTroeng

Depois da postura a mãe volta para o mar e entre 45 e 60 dias depois, dependendo da temperatura da areia da praia, os cerca de 120 ovos rompem-se e nascem os filhotes.

Um filhote ajuda o outro, com movimentos sincronizados, retirando a areia, num comportamento denominado como “facilitação social”, até alcançarem a superfície do ninho. Saem assim do ninho todos ao mesmo tempo, diminuindo o risco de predação individual. O nascimento ocorre geralmente à noite, comportamento orientado pelo gradiente de temperatura da areia, relacionado com a protecção contra predadores, já que em sua maioria, os filhotes tem coloração escura, e durante o dia, se tornam facilmente avistados na areia branca da praia.

A temperatura da areia é determinante na diferenciação do sexo das tartaruguinhas. A chamada temperatura pivotal, temperatura da areia durante o período de incubação que origina 50 % de filhotes para cada sexo, varia de espécie para espécie e entre populações da mesma espécie. Temperaturas mais baixas geram machos (em média abaixo dos 27ºC) e temperaturas mais elevadas geram fêmeas (em média acima dos 33ºC).

Os filhotes são pequenos e frágeis, medindo apenas cerca de cinco centímetros. Muitos são devorados por caranguejos, aves marinhas, polvos e principalmente peixes. Outros morrem de fome e doenças naturais.

SN head for the sea (2) copy

Estima-se que de cada mil tartarugas nascidas, apenas uma ou duas vão chegar à idade adulta. Mas, depois de adultas, poucos animais conseguem ameaçá-las – à excepção do homem.