Espécies

Os cientistas reconhecem sete espécies de tartarugas marinhas, agrupadas em seis géneros. Cada tartaruga tem tanto um nome científico como um nome comum. O nome científico identifica o género e a espécie, e o nome comum geralmente descreve algumas características das tartarugas.

As diferentes espécies de tartarugas marinhas gostam de se alimentar de diferentes tipos de alimentos. Possuem boca e mandíbulas especialmente adaptadas para os diferentes tipos de alimentos de que gostam. E cada uma das espécies de tartarugas marinhas, come, dorme, reproduz-se e nada em diferentes locais. Por vezes, os seus habitats se sobrepõem, no entanto na maioria das vezes cada uma tem preferências diferentes.

Todas as espécies que ocorrem nos países lusófonos estão classificadas como Ameaçadas ou Vulneráveis na Lista Vermelha da IUCN (União Mundial para a Conservação da Natureza – The World Conservation Union). Todas integram o apêndice I do CITES (Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies Ameaçadas da Fauna e Flora Selvagem – Convention on International Trade in Endangered Species of Wild Flora and Fauna) e todas integram também os apêndices I e H da Convenção sobre a Conservação das espécies Migratórias de Animais Selvagens, conhecida como a Convenção de Bonn (Convention for the Conservation on the Migratory Species of Wild Animals), além de fazerem também parte de listas nacionais de alguns dos países lusófonos.